CRIANÇA INFANTO JUVENIL

NÃO SOFRA COM OS SINTOMAS DO CLIMATÉRIO

TIREOIDE SOB CONTROLE

11 de abril de 2014

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: AVALIAÇÃO DA SEGURANÇA E EFICÁCIA DO USO DO HORMÔNIO DE CRESCIMENTO (HGH-SOMATOTROFINA) PARA REPOSIÇÃO POR TEMPO PROLONGADO EM INDIVÍDUOS COM DEFICIÊNCIA DO HORMÔNIO DE CRESCIMENTO (HGH-SOMATOTROFINA), CRESCIMENTO NÃO SE RECUPERA, SÓ CRESCE A PARTIR DO MOMENTO DO INICIO DO TRATAMENTO E É DEFINITIVO.


Pesquisadores têm feito diversas pesquisas e têm observado a segurança e a eficácia da reposição por tempo prolongado do hormônio de crescimento (HGH-somatotrofina, por DNA recombinante, por engenharia genética) em indivíduos que apresentavam deficiência do hormônio de crescimento (HGH-somatotrofina).
Foi analisado nestas pesquisas pacientes que utilizaram e outros que não utilizaram a substância ativa.Neste trabalho ao serem avaliados os sintomas e a qualidade de vida, os trabalhos prospectados mostraram que houve um aumento da massa corporal magra em comparação com os níveis iniciais, diminuição da massa corporal gorda, melhora do perfil lipídico (gorduras, colesterol, bom-colesterol, mal-colesterol, triglicérides).
Não houve efeitos colaterais ignificativos. Desde 1987, com o advento do DNA recombinante, não tem sido observado nenhum efeito colateral significativo ou algum fator que contra-indique o uso do hormônio de crescimento (HGH-somatotrofina) em crianças, adultos ou pessoas da melhor idade, pessoas com deficiência de HGH, a não ser em pessoas com neoplasia em atividade até a cura da doença base (neoplasia).


AUTORES PROSPECTIVOS
Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologia – Neuroendocrinologista 
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna 
CRM 28930

Como Saber Mais:
1. A somatotrofina ou HGH -hormônio de crescimento, tem outras funções além de estimular o crescimento...                                                 http://crescercriancasjuvenil.blogspot.com/

2. A somatotrofina, HGH hormônio de crescimento é importante para estimular a cognição, memória, raciocínio, inteligência , quando deficiente desta substância, etc..
http://crescimentodeficiencia.blogspot.com/


3. A somatotrofina, HGH pode ser usada em adultos com deficiência, no caso de osteoporose, problemas insuficiência respiratória, problemas cardiovasculare, obesidade visceral...
http://oseoporosecontrolada.blogspot.com/


AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOBRAFICA.


Referências Bibliograficas:
1.Growth Hormone in adults –Phiysiological and clinical aspects Juul & Jorgensen – National Universty Hospital, Copenhagen,Denmark 1999. 2.J Pediatr Clin Endocrinol.2010 Jun; 23 (6) :535-51. Revisão sistemática da eficácia clínica de (somatropina) em crianças com curta estatura. Loftus J, R Heatley, C Walsh, Dimitri P. Chihara K , Y Kato , H Kohno , K Takano , T Tanaka , Teramoto A , A Shimatsu . Divisão de Endocrinologia, Metabolismo, Hematologia e Oncologia do Departamento de Medicina Clínica Molecular, Faculdade de Medicina da Universidade de Kobe, no Japão.











Contato:
Fones: 55(11) 5087-4404
 ou 96197-0305
Nextel: 55(11) 7717-1257
ID:111*101625
Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com


Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/


Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br

www.obesidadeinfoco.com.br
www.crescimentoinfoco.com.br
www.tireoidismo.com.br
www.clinicasvanderhaagenbrasil.com

Joao Santos Caio Jr
http://google.com/+JoaoSantosCaioJr

Video
http://youtu.be/woonaiFJQwY


Google Maps:

http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17
Seguir no Google Buzz


20 de dezembro de 2010

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: O COMPORTAMENTO ORGÂNICO DE PACIENTES QUE NA INFÂNCIA APRESENTAVAM DEFICIÊNCIA DE HORMÔNIO DE CRESCIMENTO (HGH),TEM CONSEQÜÊNCIAS SÉRIAS DESDE A IDADE INFANTO JUVENIL, ATÉ A FASE ADULTA , E ESTAS CONSEQÜÊNCIAS SÃO POR TEREM INTERROMPIDO O TRATAMENTO BRUSCAMENTE; NÃO PODEMOS NOS ESQUECER QUE O HGH-É O RESPONSÁVEL PELO DESENVOLVIMENTO DE TODA NOSSA ECONOMIA ORGÂNICA, DESENVOLVIMENTO CEREBRAL, PRINCIPALMENTE ÁEREA COGNITIVA, OSTEOPOROSE PRECOCE, PROBLEMAS RESPIRATÓRIOS, E CARDIOVASCULARES ENTRE OUTROS, E FATALMENTE OCORRERÃO AMADURECIMENTOS TARDIOS.


Tínhamos uma conclusão que, pessoas que apresentavam deficiência de hormônio de crescimento (HGH) no início da infância e faziam reposição de hormônio do crescimento (HGH), muitas quando chegavam a estatura esperada interrompiam o tratamento. No entanto, muitos pacientes continuavam com a reposição do hormônio de crescimento (HGH) porque mesmo já tendo passado a fase de crescimento, ainda apresentavam deficiência de hormônio de crescimento (HGH) e esta reposição os beneficiava quanto a melhorar a qualidade de vida, a melhorar a composição corporal, a melhorar a densidade mineral óssea, evitando desta forma a osteoporose precoce e os riscos cardiovasculares, todos eles associados à deficiência de HGH-HORMÔNIO DE CRESCIMENTO.
Já, os pacientes que interromperam a reposição de hormônio de crescimento, mas ainda apresentavam a deficiência de HGH-hormônio de crescimento, poderiam reiniciar o tratamento após novas avaliações clínico-laboratoriais-instrumentais, mas os pacientes que não se dispunham a isto, devem ser submetidos à observação constante e a longo prazo para evitar possíveis complicações adversas, tais como Osteoporose redução da densidade mineral óssea, redução da densidade mineral óssea, aumento do LDL- colesterol (mal-colesterol),

diminuição do HDL-colesterol (bom-colesterol), aumento dos triglicérides e do risco de doenças cardiovasculares, pulmonares, apnéia do sono, obesidade visceral, abdominal, central, e problemas neuropsiquiatricos, e comportamentais..



AUTORES PROSPECTIVOS
Dr. João Santos Caio Jr. 
Endocrinologia -Neuroendocrinologista 
CRM 20611


Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna 
CRM 28930

Como Saber Mais:
1. A deficiência do hormônio de crescimento-HGH, interfere no desempenho do sistema nervoso centra (SNC)...
http://reposicaohormonal2.blogspot.com/

2.A reposição do hormônio de crescimento (HGH)ajuda a melhorar o risco precoce da osteoporose ...
http://oseoporosecontrolada.blogspot.com/

3.Para uma melhor qualidade de vida é bom fazer reposição de hormônio de crescimento (HGH), quando se tem deficiência deste... 
http://deficienciahormonal.blogspot.com/


AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOBRAFICA

Referência Bibliográfica:
R Rapaport , Cook DM; Divisão de Endocrinologia Pediátrica e Diabetes, Mount Sinai School of Medicine, Nova Iorque, Nova Iorque.









Contato:
Fones: 55 (11) 5087-4404 ou 6197-0305
Nextel: 55 (11) 7717-1257
ID:111*101625
Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com

Site Clinicas Caio

http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/


Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br

www.obesidadeinfoco.com.br
www.crescimentoinfoco.com.br
www.tireoidismo.com.br
www.clinicasvanderhaagenbrasil.com


Google Maps:

http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17
Seguir no Google Buzz


ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: O COMPORTAMENTO ORGÂNICO DE PACIENTES QUE NA INFÂNCIA APRESENTAVAM DEFICIÊNCIA DE HORMÔNIO DE CRESCIMENTO, FIZERAM ESTA REPOSIÇÃO HORMONAL E AS CONSEQUÊNCIAS DE SE INTERROMPER AINDA NA INFÂNCIA OU NA TRANSIÇÃO PARA ADULTO A REPOSIÇÃO DE HGH, SOMATOTROFINA.

Observamos que, pessoas que apresentavam deficiência de hormônio de crescimento (HGH) no início da infância e faziam reposição de hormônio do crescimento (HGH), muitas quando chegavam a estatura esperada interrompiam o tratamento. No entanto, muitos pacientes continuavam com a reposição do hormônio de crescimento (HGH) porque mesmo já tendo passado a fase de crescimento, ainda apresentavam deficiência de hormônio de crescimento (HGH) e esta reposição os beneficiava quanto a melhorar a qualidade de vida, a melhorar a composição corporal, a melhorar a densidade mineral óssea, evitando desta forma a osteoporose precoce e os riscos cardiovasculares, todos eles associados à deficiência de HGH hormônio de crescimento.
Já, os pacientes que interromperam a reposição de hormônio de crescimento, mas ainda apresentavam a deficiência de HGH,hormônio de crescimento, poderiam reiniciar o tratamento após novas avaliações clínico-laboratoriais-instrumentais, mas os pacientes que não se dispunham a isto, deveriam ser submetidos à observação constante e a longo prazo para evitar possíveis complicações adversas, tais como, redução da densidade mineral óssea,
aumento do LDL-colesterol (mal-colesterol), diminuição do HDL-colesterol (bom-colesterol), aumento dos triglicérides e do risco de doenças cardiovasculares, bem como a função cognitiva, memória, concentração, raciocinio, etc..
AUTORES PROSPECTIVOS

Dr. João Santos Caio Jr. 
Endocrinologia – Neuroendocrinologista. 
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio 
Endocrinologista – Medicina Interna. 
CRM 28930

Como Saber Mais:
1.Quando a pessoa faz reposição de hormônio de crescimento na infância por deficiência deste, é importante continuar com a reposição até chegar a idade adulta...
http://crescercriancasjuvenil.blogspot.com/

2.A reposição do hormônio de crescimento (HGH)ajuda a melhorar o HDL-colesterol (bom-colesterol)...
http://colesteroltriglicerides.blogspot.com/

3.Para uma melhor qualidade de vida é bom fazer reposição de hormônio de crescimento (HGH), quando se tem deficiência deste...
http://deficienciahormonal.blogspot.com/


AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOBRAFICA.



Referência Bibliográficas:
R Rapaport , Cook DM; Divisão de Endocrinologia Pediátrica e Diabetes, Mount Sinai School of Medicine, Nova Iorque, Nova Iorque.







Contato:
Fones: 55(11) 5087-4404 ou 6197-0305
Nextel: 55(11) 7717-1257 
ID:111*101625
Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com 
Seguir no Google Buzz


19 de dezembro de 2010

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: A REPOSIÇÃO COM HGH HORMÔNIO DE CRESCIMENTO POR DNA RECOMBINANTE DESENVOLVIDO POR ENGENHARIA GENÉTICA, É DE EXTREMA IMPORTÂNCIA PARA QUE O FUTURO ADULTO MANTENHA UMA DENSIDADE MINERAL ÓSSEA PRINCIPALMENTE NA FASE ADULTA JOVEM; PORTANTO A REPOSIÇÃO DO HGH É EFETUADO PRECOCEMENTE EM CRIANÇAS, NÃO INTERFERE SOMENTE NO CRESCIMENTO, MAS NO AMADURECIMENTO DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL (SNC), MELHORANDO A COGNIÇÃO, RACIOCÍNIO, MEMÓRIA E ATIVIDADE INTELECTUAL, DEPENDENDO DO ESTILO DE VIDA PODE AJUDA-LO INCLUSIVE EM TER UM ESTADO CONTROLADO DA OBESIDADE.

A descontinuação da reposição do hormônio de crescimento (HGH) após a conclusão do crescimento linear, pode afetar a densidade mineral óssea (DMO) em adultos jovens, que na infância apresentavam deficiência do hormônio de crescimento (HGH) e faziam sua reposição. Ao analizarmos o impacto do tratamento com o hormônio de crescimento (HGH) no osso em jovens adultos que na infância apresentavam deficiência do hormônio de crescimento (HGH) e faziam a reposição.
A densidade mineral óssea (DMO) na coluna lombar (L2-L4), fêmur e corporal inteiro foi medida no início e após 24 meses em adultos jovens com idades entre 18 a 25 anos que apresentavam deficiência grave do hormônio de crescimento na infância tratados com reposição do hormônio de crescimento (HGH) durante infância. Os jovens adultos foram tratados de forma aleatória(randomizados), sendo que alguns receberam o hormônio de crescimento (HGH) e outros receberam uma substância inócua.
Após 24 meses, a densidade mineral óssea (DMO) da coluna lombar aumentou significativamente nos pacientes tratados com o hormônio de crescimento (HGH) do que naqueles que receberam a substância inócua. O hormônio de crescimento (HGH) também teve um efeito positivo significativo na densidade mineral óssea do fêmur.
A densidade mineral óssea do corpo inteiro manteve-se inalterada desde o início.Nos adultos jovens que apresentavam deficiência grave do hormônio de crescimento na infância tratados com reposição do hormônio de crescimento (HGH) desde a infância, há um efeito positivo ao tratamento com o hormônio de crescimento (HGH) contínuo na densidade mineral óssea na vida adulta. Vinte e quatro meses de tratamento com o hormônio de crescimento (HGH) em jovens adultos foi associado com um maior aumento na densidade mineral óssea da coluna lombar em comparação com os controles, que são aqueles que fizeram uso de substância inócua.
Não se esqueça que existem outros fatores que foram a partir do final da década de 80, agregado a experiência cientifica e clinica, que de uma substância apenas indicada para o crescimento infanto juvenil, seus horizontes se alagaram com tal intensidade para adultos e pessoas da melhor idade.



AUTORES PROSPECTIVOS
Dr. João Santos Caio Jr.

Endocrinologia – Neuroendocrinologista
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930


Como Saber Mais:
1. É importante a reposição do hormônio de crescimento para quem apresenta deficiência grave desde a infância... 

http://crescimentodeficiencia.blogspot.com

2. A descontinuação da reposição do hormônio de crescimento, quando atingida a estatura esperada, interfere na densidade mineral óssea quando adulto jovem... 
http://crescimentojuvenil.blogspot.com

3. Melhora o nível do bom-colesterol com a diminuição da gordura visceral...

http://gorduravisceral.blogspot.com

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOBRAFICA.

Referências Bibliográficas:
GS Conway , Szarras Czapnik-M , K Racz , Keller A , Chanson P , M Tauber , M Zacharin ; 1369 GHD GHDA; Departamento de Endocrinologia e Diabetes, Hospitais da Universidade College London, 250 Euston Road, London NW1; Eur J Endocrinol. 2009 Jun; 160 (6) :899-907. 








Contato:
Fones: 55(11) 5087-4404 ou 6197-0305
Nextel: 55 (11) 7717-1257 
ID:111*101625
Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com



Site Clinicas Caio

http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/


Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br

www.obesidadeinfoco.com.br
www.crescimentoinfoco.com.br
www.tireoidismo.com.br
www.clinicasvanderhaagenbrasil.com


Google Maps: 
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17
Seguir no Google Buzz


ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: OS BENEFÍCIOS NA DENSIDADE MINERAL ÓSSEA (DMO) EM ADULTOS JOVENS, QUE APRESENTAVAM DEFICIÊNCIA GRAVE DO HORMÔNIO DE CRESCIMENTO (HGH) QUANDO CRIANÇAS E INICIARAM ESTA REPOSIÇÃO DE HORMÔNIO DE CRESCIMENTO HUMANO (HGH) LOGO CEDO NA INFÂNCIA EVITANDO UMA FRAGILIDADE MINERAL OSSEA PRECOCE.

Quando se faz e reposição do hormônio de crescimento em crianças que apresentam grave deficiência do mesmo desde cedo, a descontinuação da reposição do hormônio de crescimento (HGH) após a conclusão do crescimento linear, pode afetar a densidade mineral óssea (DMO) em adultos jovens, que na infância apresentavam deficiência do hormônio de crescimento (HGH) e faziam sua reposição. Aqui analisaremos o impacto do tratamento com o hormônio de crescimento HGH no osso em jovens adultos que na infância apresentavam deficiência do hormônio de crescimento (HGH) e começaram a reposição desde cedo.
A densidade mineral óssea (DMO) foi avaliada na coluna lombar (L2-L4), fêmur e corporal inteiro, sendo que foi medida antes e após 24 meses em adultos jovens com idades entre 18 a 25 anos que apresentavam deficiência grave do hormônio de crescimento na infância e foram tratados com reposição do hormônio de crescimento (HGH) desde o início da infância. Os jovens adultos foram tratados de forma aleatória, sendo que alguns receberam o hormônio de crescimento (HGH) e outros receberam uma substância inócua.
Após os 24 meses de tratamento, a densidade mineral óssea (DMO) da coluna lombar aumentou significativamente nos pacientes tratados com o hormônio de crescimento (HGH) do que naqueles que receberam a substância inócua. O hormônio de crescimento (HGH) também teve um efeito positivo significativo na densidade mineral óssea (DMO) do fêmur. A densidade mineral óssea (DMO) do corpo inteiro manteve-se inalterada desde o início.
Nos adultos jovens que apresentavam deficiência grave do hormônio de crescimento na infância e foram tratados com reposição do hormônio de crescimento (HGH) desde o início da infância, há um efeito benéfico do tratamento com o hormônio de crescimento (HGH) contínuo na densidade mineral óssea (DMO) na vida adulta. Vinte e quatro meses de tratamento com o hormônio de crescimento (HGH) em jovens adultos foi associado com um maior aumento de na densidade mineral óssea (DMO) da coluna lombar em comparação com os controles, que são aqueles que fizeram uso de substância inócua.

AUTORES PROSPECTIVOS
Dr. João Santos Caio Jr. 
Endocrinologia – Neuroendocrinologista 
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio 
Endocrinologista – Medicina Interna 
CRM 28930

Como Saber Mais:
1.Quando a criança apresenta deficiência grave do hormônio de crescimento é importante a sua reposição o quanto antes... 
http://crescermais2.blogspot.com/

2.É importante continuar com reposição do hormônio de crescimento mesmo após atingir a estatura esperada para melhorar a densidade mineral óssea... 
http://crescimentodeficiencia.blogspot.com/

3.Quando perdemos peso a tendência é a pressão arterial baixar seus níveis... 
AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOBRAFICA.

Referências Bibliográficas:
GS Conway , Szarras Czapnik-M , K Racz , Keller A , Chanson P , M Tauber , M Zacharin ; 1369 GHD GHDA
Departamento de Endocrinologia e Diabetes, Hospitais da Universidade College London, 250 Euston Road, London NW1; Eur J Endocrinol. 2009 Jun; 160 (6) :899-907. 








Contato:
Fones: 55 (11) 5087-4404  ou 6197-0305
Nextel: 55 (11) 7717-1257 
ID:111*101625
Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com



Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/


Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br

www.obesidadeinfoco.com.br
www.crescimentoinfoco.com.br
www.tireoidismo.com.br
www.clinicasvanderhaagenbrasil.com


Google Maps:

http://maps.google.com.br/maps/place
cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17
Seguir no Google Buzz


28 de outubro de 2010

ENDOCRINOLOGIA - NEUROENDOCRINOLOGIA: EM CRIANÇAS QUE NASCERAM PEQUENAS PARA A IDADE GESTACIONAL, EM CRIANÇAS COM CURTA ESTATURA NÃO TENDO ALCANÇADO O GENÉTICAMENTE É POSSÍVEL E INDICADO HORMÔNIO DE CRESCIMENTO,HGH (SOMATROPINA),CRIANÇAS PIG-(PEQUENAS PARA IDADE GESTACIONAL), HIPOTIREOIDISMO.

O Hormônio de crescimento, hgh (somatropina) é também é indicado para o tratamento de crianças com deficiência de hormônio de crescimento, síndrome de prader- willi, síndrome de turner, insuficiência renal crônica  insuficiência e em crianças que nasceram 
pequenas para  a idade gestacional, em crianças com curta estatura.  
Esta revisão sistemática avaliou a eficácia clínica e a eficácia do hormônio de crescimento- por dna - recombinante ou  somatotrofina, com resultados altamente positivos, quando seguido corretamente pelo paciente e orientado por endocrinologista, tanto quanto a dose correta a ser utilizada, bem como a regularidade de tomada deste substancia muito importante, tanto para crianças como para adultos, logicamente para indicações diferentes comentário do hormônio de crescimento para o tratamento de atraso no crescimento em crianças.  O hormônio de crescimento – hgh, somatotrofina, ou complexo 191(191 aminoácidos) tem um resultado eficiente, entretanto existe a necessidade de utilizá-lo de forma adequada.  No momento não existe esta substância em forma de liquido via oral, nem em forma de capsulas ou comprimidos orais.  Onze estudos de observação relataram altura final com excelentes resultados e sete basearam-se na Internacional  Survey  Crescimento.
Estes estudos destacam a falta de reposição de longo prazo que é muito importante para um resultado muito promissor, mas revela os bons resultados por comunicação de dados de altura final e outros importantes resultados qualitativos, tais como qualidade de vida. Dados observacionais, como os de pig (peso insuficiente para idade gestacional) e infelizmente crescimento não se recupera, só cresce a partir do inicio do tratamento e isto é uma informação  que permanece vital para a terapia e seus resultados em qualquer idade de crescimento. 

                    
AUTORES PROSPECTIVOS
Dr.João Santos Caio Jr
Endocrinologista e Neuroendocrinologia
CRM: 20611

Dra.Henriqueta V.Caio
Endocrinologista e Medicina Interna
CRM: 28930

Como Saber Mais:
1.Crianças que são pequenas para idade gestacional, terão problemas após o nascimento...  


2.Crianças e infanto-juvenil deve tomar HGH hormônio de crescimento para corrigir deficiência ...


3.Obesidade interfere no crescimento ...
http://www.drcaiojr.site.med.br


AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.


Referência Bibliográfica:
J Pediatr Clin Endocrinol. 2010 Jun; 23 (6) :535-51.
Revisão sistemática da eficácia clínica de (somatropina) em crianças com curta
estatura. Loftus J, R Heatley, C Walsh, Dimitri P.





Contato:
Fones: 55(11) 5087-4404 ou 6197-0305
Nextel: 55(11) 7717-1257 
ID:111*101625
Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
Emails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com 
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com 
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com

Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/


Seguir no Google Buzz